5668
reblog
via
2940
reblog

Eu gosto do labirinto dos seus braços. No pior dos casos: eu me perco em você.

Eu me chamo Antônio. 
via source
11114
reblog

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos… Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim… do companheirismo vivido… Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre… Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe… nos e-mails trocados… Podemos nos telefonar… conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar… meses… anos… até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo… Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E… isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente… Quando o nosso grupo estiver incompleto… nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos… Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado… E nos perderemos no tempo… Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades… Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores… mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!

Vinicius de Moraes.   
via source
6616
reblog

E, fatalmente, vão se cruzar por aí. São tantas as esquinas. Vocês vão beber um café quente juntos, falar amenidades, sobre novos cortes de cabelo, você está bonita, e você mais maduro, como está sua mãe e tudo mais. Nos momentos de silêncio, baixarão o queixo, com medo de amarrar olhares e, talvez, voltar tudo aquilo outra vez. Mas vai ser só isso.

Gabito Nunes. 
via source
126
reblog
via
143032
reblog

Quando eu tinha 17 anos, li uma frase que era algo assim: “Se você viver cada dia como se fosse o último, um dia ele realmente será o último.” Aquilo me impressionou, e desde então, nos últimos 33 anos, eu olho para mim mesmo no espelho toda manhã e pergunto: “Se hoje fosse o meu último dia, eu gostaria de fazer o que farei hoje?” E se a resposta é “não” por muitos dias seguidos, sei que preciso mudar alguma coisa. Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo — expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar — caem diante da morte, deixando apenas o que é apenas importante. Não há razão para não seguir o seu coração. Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder.

Steve Jobs.   
via source
48342
reblog

Um brinde aos homens, mas principalmente àqueles que se arrependem quando te vêem linda, feliz e realizada após superá-lo.

Tati Bernardi 
via source
681
reblog

Eu tô doente, doutor. E é uma pena o senhor não poder me ajudar. O remédio que eu preciso não é vendido em farmácias, nem é encontrados em hospitais. É melhor nem perdermos tempo com exames, porque eu sei bem o que apareceria em caso de um raio-x. O nome dele, doutor. Isso mesmo, bem do lado esquerdo do peito. E não é necessário o senhor ver as borboletas que começaram à habitar meu estômago depois que o conheci. Pois é, a minha cura tem um nome, um cheiro, um endereço e um sorriso maravilhoso. O meu remédio tem forma de amor, doutor. E o amor pra mim, é ele.

Nublez   
via
281
reblog

O ser humano tende a esperar por aquilo que almeja, seja alguns dias, meses, anos, até as demoradas décadas, ele espera. Quando se é deveras importante a paciência se torna um xícara de chá servida ao acaso que ninguém sequer tem a vontade de beber. Somos indivíduos impacientes esperando que o trem da vida passe na próxima estação sem atraso, sem desvios, o que contradiz o começo desta incoerente e inconsistente afirmação ou seria uma dúvida? não sei como classificá-la. Aliás nem sei em qual situação apostar, ou em qual caminho escolher, sou as avessas do que é aceitável. Não peço que me compreendam ou que aceitem meu egoísmo exacerbado, apenas peço que se sente comigo vez ou outra, que tomamos uma conversa despreocupada, que se atentemos à lua, às estrelas, as constelações, que por algum momento esquecemos de que somos humanos apressados.

Vinicius Cinereo. 
via source
325
reblog
via
15656
reblog
via
35119
reblog
via source
22181
reblog
via source
8253
reblog

Cheguei numa fase da vida, que nem discuto mais com as pessoas. Apenas exibo minha cara de paisagem e mando se ferrar mentalmente.

David Castro. 
via source
0
reblog

A ideia de que um demônio não seja totalmente mal pode parecer estranha, mas nunca foi para mim. O mal se alimenta do bem, e o bem se alimenta do mal. Sem um, não existe o outro. Mas e quando um amor nasce em meio aos prazeres do pecado? E depois é concretizado e selado no inferno? Se o amor é sinônimo do bem, o que somos? O bem nascido do mal? Talvez isso já não importa, o que somos ou o que poderíamos nos tornar. O que importa é que a cada dia sinto que estamos mais perto de nos tornarmos um só. Enquanto houver qualquer resquício de bondade em mim, alimente-se dele. Use-me enquanto lhe permito. Desfrute de tudo o que eu posso lhe oferecer,e que ofereço de bom grado porque tu és o meu amor. Tu és o meu bem, e quem você é, ou quem eu sou, não mudará isso. Não mudará que eu te amo. E que te amo no bem e no mal, até a eternidade.

Yasmin Cintra